sábado, 14 de dezembro de 2013

Senado aprova criação de uma CPI nacional dos transportes

CPI Transportes Senado





Má qualidade na prestação dos serviços, altas tarifas e falta de políticas públicos em prol da mobilidade urbana foram as justificativas para o Senado Federal aprovar a abertura de uma CPI dos Transportes. Foto: Folha Imagem
Senado aprovação criação de CPI nacional para Transporte Público
Votação foi apertada. Houve desistências, mas investigação está garantida com um voto a mais que o mínimo necessário. Problemas na prestação de serviços, tarifas e faltas de políticas publicas serão alvos das apurações
ADAMO BAZANI – CBN
Foi por pouco, mas o Senado Federal conseguiu aprovar a instauração de uma CPI sobre o Transporte Público.
Havia 40 assinaturas que aprovavam o requerimento do senador Roberto Requião sugerindo a CPI. No final da noite desta quinta-feira, foram retiradas 14 assinaturas, o que inviabilizaria as investigações.
Mas faltando cinco minutos para o prazo final de apreciação do requerimento, foram incluídas outras duas assinaturas garantindo 28 votos favoráveis, sendo que o mínimo necessário era de 27 votos.
Na justificativa para a CPI, Requião diz que são várias irregularidades registradas em todo o País, que vão desde má prestação de serviços, tarifas que não condizem com a qualidade dos ônibus, trens e metrô e falta de políticas de mobilidade dos estados, municípios e mais possibilidades de o Governo Federal contribuir com a mobilidade.
“Pretendo com essa CPI, antes de tudo, fazer valer o direito do cidadão usuário de ônibus urbanos a receber do Parlamento o efetivo serviço de fiscalização dos processos de contratação, condução, definição de tarifas e concessão de subsídios” – afirmou à Agência Senado.
O requerimento será publicado no Diário Oficial da União.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário