sábado, 26 de abril de 2014

Rodoviários de Campos em greve, mas 30% da frota continua circulando

Ônibus vão atender o público do Campos Folia e depois vão para as garagens
 Carlos Grevi / Gerson Gonçalo

Ônibus vão atender o público do Campos Folia e depois vão para as garagens


O presidente do Sindicato, Roberto Virgílio, explicou que a categoria conseguiu, esta 
semanaderrubar a decisão da juíza do trabalho Verônica Ribeiro Saraiva, da 1ª Vara do Trabalho, que deferiu no dia 13 de março uma liminar em favor da Prefeitura onde determinava que 70% da frota do transporte coletivo deverá circular durante o movimento da categoria. Na ocasião, a greve dos rodoviários estava para ser decretada. A lei de greve determina que 30% da frota sejam mantidas em circulação durante movimento sindicalista.Os rodoviários de Campos entraram em greve por tempo indeterminado a zero hora deste sábado (25/04). A informação foi confirmada após reunião da categoria realizada na sede doSindicato dos Trabalhadoresem Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Campos.
“Estamos negociando com a categoria para atendermos a população que está no Cepop para o Campos Folia, pois essa parcela da população não tem culpa e não pode ficar sem o transporte. Assim sendo vamos manter apenas os 30% da frota circulando que é o que determina a lei de greve”, disse Virgílio.
Os rodoviários de Campos estão pleiteando reajuste salarial de 17%, plano de saúde, além de outros benefícios, como cesta básica e uniforme gratuito. A categoria entrou em estado de greve desde o dia seis de março, quando foi realizada uma assembleia no Cais da Lapa.
Roberto Virgílio salientou que o mês de março é a data base dos trabalhadores, quando existe aumento salarial e de benefícios. Os patrões não entraram emacordo com os grevistas sob a alegação de que não podem conceder o aumento em 2014 porque o valor tarifário se mantém desde 2008.
Fonte: Ururau
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário