quinta-feira, 13 de março de 2014

Rodoviários mantém estado de greve e irão recorrer da decisão judicial

Juíza do trabalho determinou que 70% da frota dos coletivos deverá circular durante a paralisação
 Gerson Gonçalo

Juíza do trabalho determinou que 70% da frota dos coletivos deverá circular durante a paralisação


Em reunião ocorrida na noite desta quarta-feira (12/03), na sede do Sindicato dos Rodoviários de Campos, a categoria decidiu manter estado de greve, até que seja derrubada a liminar da juíza do trabalho Verônica Ribeiro Saraiva, da 1ª Vara do Trabalho, que determinou que 70% da frota do transporte coletivo deverá circular durante o movimento grevista.
A Lei n° 7.783/89 determina que apenas 30% dos serviços sejam cumpridos durante a paralisação. 
“A greve já estava decretada para iniciar às 0h01 de amanhã (quinta-feira (13/03) e essa juíza deu essa liminar determinando que 70% dos coletivos circulem na cidade. Isso é um absurdo e vai de contra com a legislação que exige que apenas 30% dos ônibus rodem durante a greve. Amanhã estaremos cumprindo essa determinação do judiciário, mas iremos tentar derrubar essa liminar já nesta quinta, para que possamos realizar o movimento conforme manda a lei”, comentou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Campos, Roberto Virgílio.
O presidente ainda mencionou que “com 70% dos coletivos circulando a gente não vai conseguir êxito em prol dos trabalhadores”.
Fonte: Ururau
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário